Wenderson resolveu – e não tá errado

Publicado em 24/05/2015

Maranhão Wenderson

Pouco mais de sete mil pessoas foram ao Castelão ver o jogo.

Fortaleza x Vila Nova era a estreia tricolor em casa.

E sem o capitão Correa e Daniel Sobralense, o tricolor se virou para sair pro jogo.

E conseguiu.

Fez pressão no time goiano e largou na frente com o gol de Lima.

Mas, em dois erros individuais o Vila Nova virou.

Radar deu azar porque se esticou todo pra tirar a bola dos pés do adversário, mas fez gol contra.

E Adalberto, que vem jogando muito bem, falhou na saída de bola e deu o segundo gol ao Frontini, do Vila.

Na saída para o intervalo, Marcelo Chamusca pediu para Maranhão aquecer.

E voltou com ele para o segundo tempo, que foi completamente outro.

Maranhão incendiou, chacoalhou a partida e em 15 minutos o Leão virou de novo.

Gols de Pio – no cruzamento do Maranhão – e outro do próprio Maranhão.

Mérito do treinador que preparou o time na semana para jogar em outro esquema.

Mérito do Maranhão que usou velocidade e toda a estrela que carrega em 2015.

No fim, ele comemorou a vitória oferecendo o gol para a irmã, Késia, que aniversariava.

Contou que tem outras irmãs com nomes que também começam com K.

Revelou, porém, que o nome dele passa londo “K”, é Wenderson.

E deve ter ganho um abraço do Chamusca no vestiário.

O técnico do Fortaleza não esconde de ninguém:

Adora o Maranhão.

E quer melhorar o jogador, com mais consciência tática.

E ainda, fazer evoluir o ser humano Wenderson.

Que aos poucos parece se comportar melhor.

Agir melhor.

Ao ponto de falar da família no momento de euforia extrema.

E levar os parabéns, também, do chefe.

COMPARTILHE:


COMENTE: