Uma fortaleza, o torcedor

Publicado em 17/10/2015

Vestiário Leão

Era uma tarde de sol como outra.

Mas não como outra qualquer.

Foi como aquelas em que o Fortaleza sonhou acordado.

Se viu na Série B do Brasileiro.

E teve que encarar a realidade como já o fizera nos últimos anos.

Em 2012, contra o Oeste.

Em 2013, contra o Sampaio Correa.

Ano passado diante do Macaé.

E agora, frente ao Brasil de Pelotas-RS.

Tarde quente, de extrema tensão.

Onde o tricolor precisava de um único golzinho pra respirar.

E levar a decisão para os pênaltis.

Pressionou, apertou, lamentou.

Bateu na trave ou parou no goleiro dos gaúchos.

Não fez.

Não deu.

Vem aí o sétimo ano na terceira divisão do Brasileiro.

E o torcedor tricolor precisa segurar a onda.

Precisa saber administrar o baque.

E se revelar uma fortaleza.

COMPARTILHE:


COMENTE: