Cabeça na Coréia, coração no Pici

Publicado em 19/08/2015

O mundo do futebol dá voltas. Muitas voltas. E nessa quarta-feira (19) aconteceu um reencontro de ex-tricolores do outro lado do planeta. Wanderson e Cassiano, jogadores decisivos no título estadual desse ano do Fortaleza, se enfrentaram em uma partida da K-League, o Campeonato Sul-Coreano de Futebol, e falaram com exclusividade ao Blog do Pizzato sobre a adaptação no país e as expectativas para o futuro das suas carreiras.

Wanderson e Cassiano, curiosamente, foram os grandes destaques da partida. Cassiano marcou o único gol do Gwangju FC e Wanderson marcou os dois gols que deram a vitória ao Daejeon Citizen, por 2 a 1. Nos vestiários, logo após a partida, os jogadores fizeram questão de registrar o encontro.

foto

O ex-lateral do Fortaleza vive boa fase na sua equipe e falou sobre o novo desafio na sua carreira:

“A adaptação não é fácil. Vir para um país que fala outra língua e tem outro tipo de comida nunca é fácil”, disse Wanderson.

Cassiano, herói do título Cearense pelo tricolor do Pici, também ainda está em fase de adaptação ao futebol sul-coreano, principalmente no que diz respeito ao paladar.

“Agora está mais tranquilo, mas no início foi complicado. O futebol coreano é muito diferente do brasileiro. É muita força e velocidade, até entrosar é um pouco complicado. E em relação a comida, um dos meninos do nosso clube trouxe 6kg de feijão, aí não passamos tão mal assim. A comida deles é muito diferente, não consigo comer não (risos)”.

Os dois atletas falaram sobre o reencontro e a experiência de enfrentar um ex-companheiro de clube.

“O reencontro foi bacana demais. Hoje foi um duelo muito bom, o jogo foi muito brigado. Ele conseguiu fazer gol e eu também. É bom demais ver os companheiros bem e felizes, ainda mais marcando gol”, disse Wanderson. Cassiano também gostou de reencontrar o companheiro, mas fez uma ressalva: “Ele está passando por uma fase muito boa aqui, fico feliz por ele. Mas fico triste porque ele fez o meu time perder (risos). Mas foi muito bom poder reencontrá-lo, que era meu grande amigo lá em Fortaleza.

Wanderson e Cassiano não sabem muito bem o que acontecerá num futuro próximo em suas carreiras, mas sonham em poder voltar a vestir a camisa do Fortaleza um dia.

“Eu tenho contrato até o fim do ano, mas acredito que eu fique mais por aqui. Em relação ao Fortaleza, é um clube que está no meu coração. Vivi momentos inesquecíveis e fiz amigos lá. Me adaptei bem lá e espero sim poder voltar um dia, se eles me quiserem também”, disse Cassiano. “O Fortaleza foi um time que me abriu as portas e eu fui feliz. Fui campeão e fiz parte de uma história, onde todos me acolheram. Quem sabe eu possa voltar, e tenho certeza que me receberão de braços abertos. Estou em outro país, mas todos sabem que tenho um carinho muito grande por eles”, completou Wanderson.

Sonhos parecidos. E uma trajetória que agora está sendo construída do outro lado do mundo. Quem diria? Dois atletas que estiveram juntos no título estadual do Leão e agora se reencontraram em uma partida na Coréia do Sul (marcando todos os gols da partida). Esse tal de futebol é mesmo muito maluco.

COMPARTILHE:


COMENTE: