Padrão FIFA de acessos nos estádios

Publicado em 29/06/2014

Credencial

Eu estou credenciado pela TV Globo para a cobertura da Copa do Mundo.

Uma alegria imensa em poder trabalhar no maior evento esportivo do planeta.

E ainda mais, representando a afiliada TV Verdes Mares, no Ceará, que é a minha casa.

Para muitos, um privilégio ter uma credencial e conviver com o glamour da Copa.

Virar estrela, ficar famoso e frequentar os mesmo lugares que os melhore jogadores do mundo.

Claro, existem momentos mágicos.

Sim, é um privilégio estampar no peito uma credencial gigante.

Mas o que está por trás de tudo isso, pouca gente sabe.

A carga de trabalho dobra e as condições viram mutantes.

Não há hora e nem dia para transmitir ao torcedor e telespectador qualquer informação relevante.

E ainda assim, a gente adora o que faz!

No estádio, por exemplo, mesmo credenciado os acessos são restritos.

É o padrão FIFA que nos exige cartões de acesso, além da credencial.

Funciona assim:

A área de imprensa é livre para o trabalho, mas para a sala de entrevistas é necessário o cartão.

Para a Zona Mista, por onde saem os atletas, é preciso outro cartão.

Para o campo? Outro cartão ou colete de identificação.

E por aí, vai.

Com exceção dos coletes, todo cartão é válido apenas para um dia e seu respectivo jogo.

Portanto, estar credenciado não significa estar perto dos jogadores.

Nem que você vai assistir ao jogo ao vivo.

A não ser que seja pela televisão…

COMPARTILHE:


COMENTE: