O título era secundário

Publicado em 23/10/2017

 

O Fortaleza não conseguiu o tão sonhado título da Série C.

Que seria o primeiro título nacional da história do tricolor cearense.

Diante do CSA, jogando fora de casa, o Leão não saiu do 0 a 0.

E perdeu o troféu por causa do duelo de ida, aqui no Castelão.

No primeiro confronto, revés por 2 a 1, o que dificultou muito a missão tricolor.

O Fortaleza terminou a temporada sem o título que almejava, mas satisfeito.

Afinal, depois de 8 anos, o time conseguiu voltar à Série B do Brasileirão.

E a satisfação do torcedor ficou clara mesmo após a derrota por 2 a 1 para o CSA.

Depois do apito final, o torcedor leonino fez festa nas arquibancadas do Castelão.

Aplaudiu o time e reconheceu a luta dos jogadores na competição.

E o curioso é que o time que conquistou o acesso era o time mais questionado dos últimos anos.

Nos anos anteriores, a classificação em primeiro do grupo animou a torcida.

Mas o fiasco veio no mata-mata, com uma eliminação mais doída que a outra.

O time de 2017 batalhou, se arrumou após a chagada do Zago, e enfim tirou o time da terceirona.

Por tudo isso o título era segundo plano.

É lógico que depois de conseguir o acesso e passar pelo Sampaio na semi, a torcida ficou na expectativa.

Mas que era muito pequena perto do desejo de conquistar o acesso.

O saldo desse ano para o Fortaleza é muito bom, afinal, o objetivo principal foi alcançado.

E o ano ainda não terminou no Pici.

O time está na semifinal da Fares Lopes e se vencer garante vaga na Copa do Brasil 2018.

Perdeu o título para o CSA? Perdeu.

Mas não há motivos para tristeza no Pici.

LEIA MAIS:

COMPARTILHE:


COMENTE: