Dois gritos de alívio

Publicado em 18/09/2017

Após o apito final, uma linda festa e alívio, muito alívio.

A vibração da torcida e dos jogadores e dirigentes do Fortaleza tem um grande motivo.

O Leão está muito perto da vaga para a Série B 2018.

Depois de anos sofrendo, dessa vez o time começou o mata-mata com o pé direito.

Venceu o Tupi no Castelão por 2 a 0 e viajará com uma ótima vantagem.

E o torcedor tricolor fez uma linda festa nas arquibancadas, com direito a muita emoção.

Ainda não era o tão sonhado jogo que sacramenta o acesso.

Mas a vitória foi suficiente para derramar lágrimas de alívio em muitos torcedores apaixonados.

O placar? Poderia ter sido mais elásticos, não fossem as chances desperdiçadas.

Mas o 2 a 0 foi um grande motivo de celebração, principalmente por não ter sofrido gol em casa.

Se não sofrer gols em Juiz de Fora (ou até mesmo sofrendo apenas um), o tricolor subirá de divisão.

Esse é um ano atípico para o Fortaleza na Série C, e por isso o torcedor está esperançoso.

Nenhuma vez até aqui o time tinha começado a decidir a vaga dentro de casa.

O fantasma de ter o jogo do acesso diante de um Castelão lotado foi embora esse ano.

Agora, jogará no interior de Minas Gerais, diante da modesta torcida do Tupi.

Outro feito inédito no duelo contra os mineiros foi o fato do Leão ter largado na frente.

Nenhuma vez no mata-mata da Série C o time cearense tinha marcado primeiro.

No primeiro gol tricolor, o torcedor soltou o grito que estava entalado na garganta.

No segundo, de pênalti, foi a redenção e mais um grito de alívio.

O time tirou um peso nas costas e agora não terá que correr atrás do placar.

O Fortaleza algumas semanas atrás estava em má fase e com possibilidade de ficar fora do mata-mata.

Agora, está confiante e com um pé na segunda divisão novamente.

Que venha a semana mais importante dos últimos anos para o tricolor do Pici.

 

 

LEIA MAIS:

COMPARTILHE:


COMENTE: