Caso Portuguesa: um erro, com certeza?

Publicado em 11/12/2013

Pizza_pop_portuguesa

Bem no ano em que no Brasileirão caíram 2 grandes do Rio de Janeiro, surge um erro.

Uma catástrofe burocrática e infantil da Portuguesa pra mudar o rumo da história.

Vasco e Fluminense provaram em campo que a Série B era o destino deles.

Foram rebaixados em campo.

E agora os dois tentam escapar da degola nos tribunais.

O Vasco questiona o tempo de paralisação do jogo contra o Atlético Paranaense.

Tudo por conta da briga entre torcedores dos dois clubes.

Os dirigentes cruzmaltinos dizem que o time ficou parado por mais de 60 minutos.

O Que não é permitido pelo regulamento.

Querem a anulação da partida, no mínimo.

Uma sobrevida surreal.

Já o Fluminense espera o STJD para comemorar.

Terminou o Brasileiro como o primeiro time na zona de rebaixamento.

E agora pode se salvar.

Tudo porque a Portuguesa comeu bola.

Colocou em campo o meia Héverton, que estava suspenso.

Foram pouco mais de 13 minutos e do último jogo do campeonato, mas…

Tá na regra.

A suspensão automática o jogador cumpriu dias antes.

Só que na sexta-feira, antevéspera do jogo com o Grêmio.

O atleta foi julgado e saiu a sentença: Héverton pegara 2 partidas de suspensão.

O advogado que representava a Lusa no julgamento era Osvaldo Sestário.

Ele garante que comunicou o clube paulista sobre o resultado no tribunal.

Dirigentes da Lusa dizem que não foram informados de nada.

Fato é que segunda-feira, 16, a Portuguesa será julgada.

Pode ser condenada, perder 4 pontos e acabar rebaixada no lugar do Flu.

E tudo por um erro.

Ou não.

Porque o julgamento era às vésperas da rodada final.

Envolvia uma candidata ao rebaixamento, com chances remotas mas pontuação baixa.

E todo mundo já sabia que, no mínimo, um time grande do RJ cairia.

Eu não cravo que o caso Portuguesa foi só um erro, com certeza.

 

 

 

 

 

 .

LEIA MAIS:

COMPARTILHE:


COMENTE: