Bastidores de Brasil x Portugal

Publicado em 23/09/2015

img_5893

Na noite da última terça-feira, as seleções de futsal de Brasil e Portugal se enfrentaram na Arena Castelão, em um evento histórico. A partida contou com uma estrutura improvisada para a prática do esporte e a presença de 11.444 torcedores. O número não chegou nem perto de atingir a marca histórica de Brasil x Argentina no ano passado (mais de 50 mil torcedores), mas a organização do evento se disse satisfeita com o resultado obtido.

O Blog do Pizzato acompanhou o jogo das arquibancadas, de olho nas reações da torcida e dos jogadores. O evento era inédito no Ceará (um jogo de futsal em um estádio de futebol) e por isso causou certa estranheza em alguns torcedores, que aos poucos se adaptaram com a situação.

Uma das grandes atrações do evento foi um gandula, carinhosamente apelidado de “gordinho”. A torcida o ovacionava toda vez que ele ia repor a bola. Aos poucos ele foi se soltando, e com um gesto tímido, pedia para que a torcida aumentasse os gritos. No intervalo, alguns torcedores foram convidados a bater um pênalti na quadra de futsal. Até que os torcedores gritaram para que o gandula batesse o pênalti e ele foi convocado pelo mediador do evento. Para o delírio da torcida, ele foi o único que fez o gol. E correu para comemorar com os torcedores cearenses. Foi aplaudido pelo estádio inteiro. Uma cena muito bacana.

No segundo tempo, o jogo esfriou e a animação dos torcedores também. A solução foi “apelar” para a torcidas dos clubes cearenses. Ouvia-se cantos das torcidas de Ceará e Fortaleza, com bandeiras e camisas alvinegras e tricolores.

No fim, o resultado foi de apenas 2 a 1 para a seleção brasileira, um resultado raro no futsal. E uma atuação relativamente discreta de Falcão e Ricardinho, estrelas do jogo. Mas o Brasil venceu e o que valeu mesmo foi o “jeitinho cearense” de torcer. E esses foram apenas alguns dos ingredientes da arquibancada do Castelão.

 

COMPARTILHE:


COMENTE: